Painel de Controle

Dicas e conteúdo para o seu negócio decolar.

> Como Reduzir Custos e Despesas na Minha Empresa?

Como Reduzir Custos e Despesas na Minha Empresa?

por Douglas Gayo

Como Reduzir Custos e Despesas na Minha Empresa?

Você precisa reduzir custos e ou despesas na sua empresa? Então nossa matéria de hoje é para você!

Já falamos em outras matérias que não podemos obrigar nosso cliente a comprar nosso produto ou nosso serviço, infelizmente. Já falamos também que nossa empresa existe exclusivamente para gerar riquezas e essas riquezas são construídas através do lucro líquido mensal da empresa.

Uma das formas mais eficientes para construir lucros de forma sustentável é a constante redução dos custos e despesas da nossa empresa.

Nossa matéria de hoje te traz duas excelentes dicas para diminuir o desembolso mensal de caixa da sua empresa, aumentando consequentemente seus lucros.

Dicas para diminuir custos e despesas

  1. Transforme custos e despesas fixas em custos e despesas variáveis; e
  2. Considere a terceirização.

 

Vamos fazer uma analogia para te explicar melhor. Estive recentemente na cidade de Cartagena na Colômbia e ao deixar o aeroporto eu precisava me locomover na cidade. E para isso eu teria algumas opções:

 Comprar um veículo

Uma opção onde eu teria um custo fixo extremamente alto. Emplacamento, seguro obrigatório, transferência do veículo, seguro, manutenções, etc. Custos estes que eu deveria pagar independentemente da quantidade de quilômetros que rodasse pela cidade, ou ainda sem considerar a quantidade de dias que eu permaneceria na cidade.

Alugar um veículo

Uma segunda e mais eficiente opção seria a locação de um veículo. Desta forma eu evitaria custos como a transferência do veículo para o meu nome, e custos com o emplacamento e manutenções do veículo por exemplo. Além de tudo isso, ainda pagaria somente pelos dias em que eu utilizasse o veículo.

Andar de Uber

Uma terceira e ainda mais eficiente opção seria utilizar um táxi ou um Uber. (Fica a dica: se você for a Cartagena ande somente de Uber. Os taxistas andam somente no modo “Velozes e Furiosos”). Nesta opção eu paguei somente pelos poucos quilômetros rodados que eu fiz na cidade. Transformando assim um custo fixo em variável (pagando somente pela utilização).

Nesta última opção, todos os gastos com emplacamento, seguro do veículo, manutenções, gastos com a carteira de motorista ficaram por parte do proprietário do carro. O Mais importante de tudo isso, é que quem vai imobilizar aproximadamente $ 45 milhões de Pesos colombianos (algo em torno de R$ 49 mil Reais) para comprar o veículo é o motorista e não sua empresa.

Trazendo esta analogia para a realidade da nossa empresa muitas vezes deixamos nossa atividade principal de lado para (leia esta expressão com prudência por favor!) “perder tempo” com atividades secundárias como por exemplo a distribuição.

Veja bem, não estou dizendo em momento algum que a distribuição não seja uma atividade extremamente importante. No entanto quero apenas que você reflita! Uma vez que você terceirizar essa atividade você não terá mais custos com financiamentos dos veículos; com emplacamento dos veículos; com seguros dos veículos, com manutenções dos veículos (lembre-se do estado deplorável das nossas estradas); gastos com o motorista e o ajudante do caminhão; e além de tudo ainda diminui o risco de um passivo trabalhista, ou de um acidente na estrada.

Eu imagino que você esteja afirmando:

“Mas se eu terceirizar, o terceiro cobrará sua margem de lucro de mim. Isso irá encarecer o frete”.

Concordo com você, no entanto o terceiro dilui isso em vários clientes diminuindo este impacto. E o mais importante de tudo é que você só terá este custo quando efetivamente vender alguma coisa (custos e despesas variáveis).

O que não acontece quando toda a estrutura de entrega é própria. Uma vez que mesmo que você não venda nenhum centavo durante o mês, você tem que pagar toda a estrutura (custos e despesas fixas). Isso sem falar na imobilização de lucro da sua empresa na compra de ativos permanentes que só geram despesas e desvalorizam dia após dia.

Meu objetivo com esta matéria é apenas propor uma reflexão. Por favor faça contas!

Lembre-se sua empresa existe apenas para gerar riqueza. De nada adianta você ter um patrimônio gigante, mas não ter liquidez!

Inscreva-se em nossa canal no Youtube e assista aos nossos vídeos.

 

Douglas Gayo

MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). MBA em Finanças pela Unochapecó. MBA em Engenharia da Produção pela Unochapecó. Graduado em Ciências Contábeis pelo IBES/Sociesc. Atua como assessor financeiro com foco em Gestão Estratégica de Capital de Giro; Gestão Estratégica de Resultados; Gestão Estratégica de Custos; Captação de Recursos Financeiros de Longo Prazo; Planejamento Estratégico; e Modelagem de Novos Negócios. Sócio fundador da Vettor Gestão Empresarial, empresa que atua com assessoria financeira. Instrutor de Treinamentos na área de Gestão Estratégica de Capital de Giro. Membro do Núcleo das Assessorias e Consultorias da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), onde é membro desde o ano de 2013.
Douglas Gayo

Últimos posts por Douglas Gayo (exibir todos)


Sobre o blog

O Painel de Controle é um blog com dicas, notícias e conteúdos para o seu negócio decolar. Confira também canal no Youtube.

A Vettor te ajuda na difícil tarefa de gerenciar uma empresa, fornecendo as melhores soluções de gestão e melhorando seus resultados financeiros.