Painel de Controle

Dicas e conteúdo para o seu negócio decolar.

> Você Sabe Quanto Dinheiro Sobra de Cada Venda?

Você Sabe Quanto Dinheiro Sobra de Cada Venda?

por Douglas Gayo

Você Sabe Quanto Dinheiro Sobra de Cada Venda?

 Você sabe quanto dinheiro sobra de cada venda que você faz? Se você ficou em dúvida para responder a essa pergunta, então minha matéria de hoje é para você.

Sempre que entra R$100,00 no caixa da nossa empresa temos a falsa impressão de ter disponível R$100,00 para gastarmos. No entanto essa é uma visão míope do processo de gestão. Uma vez que uma parte desse valor está comprometido com custos e despesas variáveis envolvidos na comercialização deste mesmo produto.

Você concorda comigo que para vender um produto obrigatoriamente você deve gastar alguma coisa? Você precisa (na melhor das hipóteses) pagar pelo menos o imposto relacionado essa venda. Ou seja, é impossível você vender um produto ou um serviço sem gastar algo.

Além dos impostos temos ainda o gasto com fornecedores, comissões dos vendedores, despesas de entrega, despesas relacionadas a taxas administrativas dos cartões (débito e crédito), entre outros. Todos esses gastos são exemplos de gastos variáveis, como vimos na nossa última matéria.

A diferença entre o preço de venda de um produto e os gastos (variáveis) para comercializar esse mesmo produto é o que chamamos de Margem de contribuição. A margem de contribuição é, portanto, o valor que sobra da venda de cada produto ou serviço da sua empresa.

Essa sobra tem como função primária pagar todas as despesas fixas da sua empresa. Portanto, quanto maior for a margem de contribuição do seu produto ou do seu serviço melhor para sua empresa. Uma vez que você terá mais dinheiro disponível de cada venda para cobrir os custos e despesas fixas.

Depois de pagar todos os custos e despesas fixas, a margem de contribuição é responsável por gerar os lucros da sua empresa. Com isso, torna-se estratégico você quanto gestor incentivar a comercialização dos produtos e serviços com maior margem de contribuição. Isso irá melhorar os lucros e diminuir a pressão sobre o caixa da sua empresa.

 

Como calcular a margem de contribuição?

 

A margem de contribuição é encontrada através da diferença entre o preço de venda de um produto ou serviço e os custos e despesas variáveis envolvidos no processo desta venda. Com isso temos a seguinte fórmula:

 

Margem de Contribuição = Preço de venda – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis)

 

Vamos ao nosso exemplo de sempre:

 

O sr Zé do Trambique vende um determinado produto por R$ 70,00. Ele compra este mesmo produto do fornecedor por R$30,00. Ele ainda paga 10% de comissão aos seus vendedores, paga R$2,40 para a transportadora que faz o frete, e paga 8,28% de impostos. Com isso temos o seguinte cálculo:

Ou seja, o produto em questão gera R$24,80 centavos de margem de contribuição. Isso implica em dizermos que quando vendermos este produto não teremos R$70,00 disponíveis em nosso caixa, mas sim, apenas R$24,80, e este valor será o responsável por cobrir os gastos fixos da empresa.

A margem de contribuição em percentual serve de referência para você comparar produtos com valor de venda diferentes. No caso acima, pode-se afirmar que de cada R$100 que você vende deste produto sobram apenas R$35,43 para você cobri custos e despesas fixas na sua empresa.

 

Lembre-se: sua empresa existe exclusivamente para gerar riqueza. E incentivar a venda de produtos ou serviços com maior margem de contribuição vai te ajudar no processo de geração desta riqueza.

Inscreva-se em nossa canal no Youtube e veja vídeos explicativos com dicas para a sua empresa.

 

Leia as últimas matérias do blog:

Como Melhorar a Saúde do Caixa da Minha Empresa?

Modelo de Gestão Baseado em Metas e Indicadores de Performance 

Qual o segredo das empresas de sucesso?

Pare de Dar Descontos Imediatamente!

 

Douglas Gayo

MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). MBA em Finanças pela Unochapecó. MBA em Engenharia da Produção pela Unochapecó. Graduado em Ciências Contábeis pelo IBES/Sociesc. Atua como assessor financeiro com foco em Gestão Estratégica de Capital de Giro; Gestão Estratégica de Resultados; Gestão Estratégica de Custos; Captação de Recursos Financeiros de Longo Prazo; Planejamento Estratégico; e Modelagem de Novos Negócios. Sócio fundador da Vettor Gestão Empresarial, empresa que atua com assessoria financeira. Instrutor de Treinamentos na área de Gestão Estratégica de Capital de Giro. Membro do Núcleo das Assessorias e Consultorias da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), onde é membro desde o ano de 2013.
Douglas Gayo

Últimos posts por Douglas Gayo (exibir todos)


Sobre o blog

O Painel de Controle é um blog com dicas, notícias e conteúdos para o seu negócio decolar. Confira também canal no Youtube.

A Vettor te ajuda na difícil tarefa de gerenciar uma empresa, fornecendo as melhores soluções de gestão e melhorando seus resultados financeiros.